Seguidores

terça-feira, 7 de maio de 2013

Honra




É comum, em nossos dias, ouvirmos reclamações por parte de pessoas que se sentiram desrespeitadas em seus direitos.

É o médico que marca uma hora com o paciente e o deixa esperando por longo tempo, sem dar satisfação.É o advogado que assume uma causa e depois não lhe dá o encaminhamento necessário, deixando o cliente em situação difícil.
É o contador que se compromete perante a empresa a providenciar todos os documentos exigidos por lei e, passados alguns meses, a empresa é autuada por irregularidades que esse diz desconhecer.
É o engenheiro que toma a responsabilidade de uma obra, que mais tarde começa a ruir, sem que ele assuma a parte que lhe diz respeito.
É o político que faz muitas promessas e, depois de eleito, ignora a palavra empenhada junto aos seus eleitores.


Esses e outros tantos casos acontecem com frequência nos dias atuais.
É natural que as pessoas envolvidas em tais situações, exponham a sua indignação junto à sociedade, e reclamem os seus direitos perante a justiça.Todavia, vale a pena refletir um pouco sobre a origem dessa falta de honradez por parte de alguns cidadãos.
Temos de convir que todos eles passaram pela infância e, em tese, podemos dizer que não receberam as primeiras lições de honra como deveriam.


Quando os filhos são pequenos não damos a devida importância às suas más inclinações ou, o que é pior, as incentivamos com o próprio exemplo.
Se nosso filho desrespeita os horários estabelecidos, não costumamos cobrar dele a devida atenção.
Se prometem alguma coisa e não cumprem, não lhes falamos sobre o valor de uma palavra empenhada.
Ademais, há pais que são os próprios exemplos de desonra. Prometem e não cumprem. Dizem que vão fazer e não fazem. Falam, mas a sua palavra não vale nada.
É importante que pensemos a respeito das causas, antes de reclamar dos efeitos.
É imprescindível que passemos aos filhos lições de honradez.
Ensinar aos meninos que as filhas dos outros devem ser respeitadas tanto quanto suas próprias irmãs.
Ensinar que a palavra sempre deve ser honrada por aquele que a empenha.
Ensinar o respeito aos semelhantes, não os fazendo esperar horas e horas para, só depois, atender, como se estivéssemos fazendo um grande favor.
Enfim, ensinar-lhes a fazer aos outros o que gostariam que os outros lhes fizessem, conforme orientou Jesus.
Não há efeito sem causa. Todo efeito negativo, tem uma causa igualmente negativa.

Por essa razão, antes de reclamar dos efeitos, devemos pensar se não estamos contribuindo com as causas, direta ou indiretamente.
Pensemos nisso!

In,"Momento de reflexão"








12 comentários:

Humberto Maranduva disse...

Gostei do que li. A pressão do inconsciente dos pais ou dos educadores é tamanha que é extremamente difícil reeducar a criança sem estabelecer uma acção idêntica sobre o adulto Mas como Fazê-lo?!
Muitas crianças existem apenas em função dos desejos inconscientes dos adultos, não adquirindo nunca vontade própria, autonomia intelectual e independência psicológica. Por isso é que a sociedade é o que é...

LUZ disse...

Olá, Túlia!

Como está?

Há imenso tempo, que não nos visitávamos.
Eu estive, cerca de um mês, sem publicar, nem comentar, por motivos profissionais, e a Túlia, rapareceu, agora.
Li os textos postados que se relacionam com boas maneiras, usos e costumes.

Coisas, qualidades, atitudes que se estão a perder.

Beijos da Luz.

PS: a minha mais recente postagem estáno blogue "Luzes e Luares" e chama-se, "Manufatura". Obrigada!

✿ chica disse...

Que maravilha o que li aqui,Tulia! Grande texto! beijo,tudo de bom,chica

edumanes disse...


Todas as rosas neste jardim
Têm lugar, Túlia Catalão
Amo todas por inteiro, sim
Teus versos lindos são!

Escreve mais para mim
Linda rosa em botão
Bem vinda ao meu jardim
Flor, Túlia Catalão.

Todas as cartas merecem resposta
Teu comentário mais de mil
Linda vi a paisagem na encosta
No passado mês de Abril.

Abrigado amiga,
Pela visita,tão bela
Na planta florida
Flor da primavera.

Bom fim de semana
e um abraço para você.
Eduardo.

LUZ disse...

Olá, Túlia!

Agradeço o seu carinhoso comentário no meu blogue.

Quando tiver disponibildade, há já um novo poema no "Afetos e Cumplicidades".

Enquanto isso, fico a aguardar nova postagem sua.

Beijos da Luz.

Humberto Maranduva disse...

Vou deixar-lhe aqui um soneto que escrevi, inspirado num outro que meu pai escreveu à minha irmã (autora do Blog "VIDA E PENSAMENTOS"), quando ela nesceu.

PONTO DE PARTIDA

Irmã gémea das rosas e da aurora
beijo de amor mui doce e virginal
como te quero alma encantadora
suavíssima flor de laranjal

Sonho de só sonhar bendita hora
genésica rotunda tal e qual
cativo coração que se demora
no frémito de ventre triunfal

Papoila frágil tão cá dentro acesa
no meu peito de Fé iluminado
quis Deus que fosses ponto de partida

minha açucena branca de pureza
botão de rosa lindo amordaçado
tu hás-de abrir enfim ao sol da vida

M. B. S. in "Recôndito Canto" - Fólio Edições - 2001

Gracita disse...

Olá Tulia
Mas que grande texto minha amiga. Há o que nos fazer pensar. Estamos colhendo o que plantamos. Estamos permitindo que faça conosco o que deixamos que nossos filhos fizessem aos outros. Palavra empenhada deve ser cumprida. Parabéns menina.
Beijos
Gracita

Smareis disse...

Olá, Túlia!
Maravilhoso texto.
Não há efeito sem causa. Disseste tudo!
Depois de um tempinho ausente cá estou!

Beijos e ótima semana!

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Túlia
Que beleza o que li: ensinar os filhos a respeitarem as filhas dos outros...
Seja feliz e abençoada!!!
Bjm de paz e bem


✿ chica disse...

Vim te ver!estás sumidinha! beijos,saudades,chica e linda semana!

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Hoje passando para dizer que estou voltando (ainda devagar), mas com muita saudade e agradecendo as palavras de carinho deixadas durante a minha ausência.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Beatriz Bragança disse...

Querida Túlia
De vez em quando,perco-me,aqui,na blogosfera.
As imagens que publicou são belíssimas.
O texto é extremamente importante. Os adultos são os modelos que as crianças seguem.Se ninguém é perfeito,pelo menos que tente agir sem prejudicar terceiros.A nossa liberdade acaba onde começa a do próximo.O valor de cada homem está na dimensão do seu carácter.
O exemplo do adulto vai moldar a maneira de ser da criança que lhe está entregue: para o Bem ou para o Mal.
parabéns por ter focado este assunto.
Tenha um ótimo domingo.
Beijinhos da
Beatriz